Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Saúde e Vida

Blog dedicado a notícias e conselhos sobre saúde, doenças e uma vida saudável!

Saúde e Vida

Blog dedicado a notícias e conselhos sobre saúde, doenças e uma vida saudável!

Ébola...sintomas, transmissão e prevenção

O virus ébola não poderia arranjar pior altura para aparecer, visto que a maior parte dos seus sintomas são parecidos aos sintomas da gripe.

A sua sintomatologia inclui:

  • Febre (temperatura 38,6Cº ou superior)
  • Dores de cabeça
  • Dores musculares
  • Fraqueza
  • Diarreia
  • Dores abdominais
  • Hemorragias de causa desconhecida

Esta sintomatologia pode aparecer entre 2 a 21 dias após a exposição ao vírus, sendo o mais comum aparecer entre 8 a 10 dias. Apesar de não haver cura médica o doente, dependendo da sua resposta imunológica pode recuperar, ficando o vírus presente no sémen durante 3 meses, pelo que é recomendado a abstinência sexual e em último recurso o preservativo durante esse período. A vantagem é que fica imune durante pelo menos 10 anos.

 

A sua transmissão dá-se por contacto directo entre humanos objectos e animais infectados. A porta de entrada do vírus no corpo humano, faz-se por feridas da pele, mucosas, como olhos, nariz e boca,que são infectados quando entram em contacto com liquidos corporais como saliva, urina, suor, fezes, vómito, leite materno e semén.

 

O ébola não se espalha pelo ar ou pela água. Sabe-se que só os mamíferos têm a capacidade ser infectados pelo vírus. Não há evidência que os mosquitos ou outros insectos possam disseminar a doença.

 

Os profissionais de saúde são o grupo com maior risco de ser infectado, dada a natureza da profissão, onde são obrigados a manusear liquidos corporais e sangue de doentes infectados.

 

A sua prevenção é relativamente simples e passa pela higiene corporal cuidada com relevante importância a higienização das mãos com água e sabão e uso de susbstância alcoolólica.

Manipulação de fluídos corporais e sangue usando material de protecção. Evitar zonas infectadas e se impossível, evitar nessas zonas contacto com pessoas, mamíferos e cerimónias fúnebres.

Após regresso de regiões infectadas monitorizar a sua saúde em busca de sintomas por um período de 21 dias.

 

Fonte:Center for Disease Control

 

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D